Thursday, August 4, 2016

Os melhor e o piores livros da minha infância


Tenho três livros que são emblemáticos (para o bem e para o mal) na minha vida. Um me trouxe lágrimas, outros riso e o último muita raiva.

São eles:


A Garota Rebelde, O crime atrás da Porta e Camilinha no País das cores.

Falarei de cada um deles separadamente.

É difícil precisar o momento em que se apaixona por algo mais me atrevo a dizer que sei exatamente qual o primeiro livro que despertou meu amor pela literatura: A garota Rebelde.

Como todo adolescente (se é que 11 ou 12 anos se configura como tal) eu não dei a mínima para o livro em questão, por isso não sabia que era um livro estrangeiro. A autora é Emmy Von Rhoden e a edição que li foi publicada pela Ediouro.

Mas fato é que essa foi a primeira vez que pude optar por uma leitura em detrimento a outra (não me lembro mais a outra opção). Talvez esse tenha sido o primeiro passo para uma relação prazerosa com a leitura.

A verdade é que sempre gostei de livros, mas, as vezes, os livros propostos pela a escola não eram adequados ao momento do aluno. Esse foi um livro que li com prazer e envolvimento emocional. Chorei até! Minha mãe se lembra dele como "aquele livro que você chorou muito"... A história é bem mamãe ganso: a menina rebelde que vai para um internato assim que o pai se casa novamente (se não me falha a memória) mas acaba amadurecendo muito por lá.

Pesquisando sobre ele descobri que a autora nasceu em 1829 e morreu 1885 então nasceu aí meu amor pelas romancistas dessa época.

Bem mais atual é o meu querido e divertidíssimo: Um crime atrás da porta,  do Brasileiro Ganymédes José. esse livro é muito gostoso de ler. Inicia-se uma história de suspense onde os personagens são apresentados até um ponto onde você deve escolher qual o personagem quer ter como fio condutor da história. Então após escolher seu personagem você vai seguindo as páginas que ele te propõe. Bem ao estilo caça ao tesouro. Muito divertido! Isso transforma o ato de ler numa verdadeira aventura.

E por fim: Camilinha no País das Cores. Esse livro foi um tormento para mim. Detestei tanto a experiência de lê-lo que não guardei nada sobre ele. Contudo eu não gosto de falar mal de um livro ( provavelmente ele não era adequado a minha idade na época, 7 anos) por isso irei relê-lo para ver o que penso dele hoje.

Assim que eu puder reler essa obra irei escrever minha opinião sobre ele.

Mas de qualquer forma posso indicar com muita alegria os dois primeiros livros. E, caso alguém tenha lido Camilinha e tenha gostado, por favor me diga!

No comments:

Post a Comment